A PAZ de espírito será sempre uma prioridade máxima para aqueles que acreditam e vivem em comunhão com os princípios harmônicos de relação consigo e com o seu meio.

A PAZ é – e deve ser – parte da tônica de cada momento da vida e de todos os estágios evolutivos dos seres humanos. Através dela, os povos e as pessoas percebem o sentido de sermos todos irmãos. Essa união pela PAZ ajuda uns aos outros a evoluírem e a se protegerem.

A PAZ é a ausência da revolta interior que conduz à rejeição e ao enfraquecimento do amor próprio e, é na atitude diária que se percebe a PAZ interior e exterior de cada Ser.

A PAZ externa é a ausência do conflito com os outros, transforma o inimigo em irmão e a raiva em compaixão. As pessoas estão onde devem estar de acordo com a sua PAZ. Por meio dela, devem se unir para estabelecer o equilíbrio nas relações e no ambiente. No entanto, ao contrário, certos grupos e povos brigam para defender ideais separatistas, blasfemam e dizem que as suas guerras são santas. A guerra entre o bem e o mal só continuará enquanto existirem adeptos do conflito da energia do Amor. De ideologias utilizadas para citar em vão o nome de Deus em defesa de crenças não divinas. A PAZ virá quando não houver “guerra santa”, mas sim uma santa guerra pela PAZ. A guerra começa na degeneração do poder dos seres humanos ignorantes ou daqueles que não querem preservar os valores éticos de respeito à cidadania e aos direitos humanos.

A PAZ une uma força superior a de qualquer exército e está entre os fortes maiores que fortalecem os fracos, no alívio de uma situação resolvida pela PAZ. A PAZ está na aceitação das diferenças, na integração de todos com o Um e do Um com todos.

Una pela PAZ e a favor da PAZ, propague a PAZ e se afaste de quem não a quer. A PAZ é integração, capaz de numa só força, promover a tranquilidade entre os povos.

A PAZ está dentro de ti, no corpo físico representado pelo sistema imunológico, que destrói e agride a Vida.

A culpa é o maior dos conflitos do Ser Humano, por isso entenda: não existe erro ou pecado, mas sim a ausência do equilíbrio que retira a PAZ.

A PAZ está na pessoa que não pratica a cobrança. Está no entendimento e não, nos julgamentos e críticas ácidas sobre os outros, para falsamente se achar melhor do que outro. Você não está em PAZ enquanto precisar diminuir e difamar para se sentir erradamente superior.

O Ser elevado propaga a PAZ e a compreensão, cria um permanente equilíbrio consigo e com o seu entorno.

Só quando se faz as Pazes com tudo, perdoa e aceita, se está na PAZ absoluta, porque o amor e a compreensão são o começo da entrada no universo da espiritualidade.

Amem a si e ao próximo, mesmo que as pessoas não queiram. Perceba aqueles que não navegam na energia do Amor, estão a viver na dor.

Tenha compaixão pelos menos afortunados, eles também possuem Deus em si. Compartilhe o seu Divino interno, seja essa força em todos os momentos da vida. Só assim a Vida será, eternamente, a via da PAZ.

Que esta mensagem, seja abençoada pelo Amor entre os povos e uma, as diferenças, num só cântico em louvor à Vida e pela PAZ.